quarta-feira, 23 de agosto de 2017

TOP 5 : Diversão Offline

Khan, do amigo Lucas Ribeiro, não consegui jogar.

Esse ano no Diversão Offline a oferta de jogos prontos era absurda, mesmo assim a oferta de protótipos e jogos de autores nacionais conseguia fazer frente, então eu preferi jogar apenas essa segunda categoria (deixando os jogos "prontos" para jogar em casa depois).

Mesmo com dois dias de evento, ainda assim ficou difícil jogar tudo, eu acabei dando preferência para os jogos mais rápidos, com isso ficaram de fora jogos LINDOS como o Grasse, o Triora, o Khan e o Papertown (mas que estão já na fila para serem jogados).

Então foquei em jogos rápidos, que meu "player 2" pudesse jogar também, e basicamente só joguei no domingo (o primeiro dia ficou para fazer social), e aqui estão os 5 que eu consegui :

UNFAIRY
Guilherme Marques

Unfairy é um card-game onde os jogadores são personagens coadjuvantes dos contos de fadas juntando gemas para ficaram fortes para derrotarem certas criaturas para ganharem certa notoriedade dentro das histórias.

Como falei pro autor, o jogo precisa de ajustes, acho que ele está demorando por conta daquela pegada "pernada no líder" que faz o jogo se estender muito mais do que precisa.

Tem jogo ali, vi uma galera se divertindo nas partidas, mas acho que pode melhorar um bocado ainda.

TOTEMINIONS
Daniel de Sant'anna / Leandro Pinto

Em ToteMinions os jogadores são raças de criaturas que usam dados para dominar territórios e reinarem soberanos depois que todos os seus inimigos são derrotados.

Ele é um jogo de destreza, que usa petelecos para os ataques e pontos de ação para as rodadas.

O jogo está muito divertido, praticamente pronto (e já assinado com a RedBox) e vai ser uma daquelas boas opções de jogo rápido e divertido.


MEGA RACE
Leandro Maciel

Esse foi o preferido do Arthur durante o evento, ele é um jogo de tile-placement bem ao estilo "corrida maluca", onde na sua jogada você usa cartas de movimentos, conforme vai abrindo as cartinhas, vai colocando tiles que tem efeitos pra partida e além disso pode usar cartinhas especiais para dar aquela pernada nos amiguinhos.

Esse é outro jogo que está com a mecânica prontinha, só falta dar uma caprichada na arte e botar pra rodar mais pelos eventos da vida.

SEREIAS
Jorge Luis Rocha

As Sereias estão formando bandas e como são muito vaidosas, cada banda quer atrair mais e mais almas de marinheiros para o seu grupo, mas toda a atenção com os caçadores é importante para elas não ficarem desfalcadas.

Essa é a premissa desse card-game bonitinho onde cada sereia tem uma cor, e você precisa de força para conseguir pegar as cartas de embarcação que vão passando pelos recifes, sempre tomando cuidado e tentando se proteger dos navios caçadores.

O Sereias está precisando de uns ajustes finos, mas ele tá com o tema bacana (adorei as cartinhas de poder, super condizentes com o tema), a duração, enfim, o Jorge tá no caminho certo com ele.


TESEU

Éderson Ayres

Em Teseu, os deuses resolveram fazer uma competição entre os heróis para mais uma vez derrotarem o Minotauro dentro de seu labirinto, mas agora as coisas estão um pouco piores!

O protótipo apresentado pelo Éderson foi de encher os olhos, todo cortado em mdf, tinha um "mecanismo" para as paredes do tabuleiro andarem muito inteligente e funcional dentro do jogo, mas nada disso valeria a pena se o jogo não funcionasse... E funciona.

O jogo é simples, você precisa ir ao centro do labirinto, pegar uma chave, voltar para o seu ponte de partida e pegar a arma que vai matar o Minotauro, e para isso você seleciona uma ação especial por rodada e tem três pontos de movimento.

A área de protótipos não parou em nenhum momento.

Pra mim foi o destaque do evento, e se o Éderson conseguir passar a ideia do MDF para o card-board, ele tem um produto de qualidade pronto pro mercado.

Além desses e dos citados lá em cima ficaram de fora MUITA coisa que eu gostaria de ter jogado, e para isso eu deixo minha dica para os designers, façam versões compactas para apresentação, explica o "lore", o jogo, duas rodadas (se muito) e próxima leva de jogadores, as chances de vocês passarem o jogo de vocês para muito mais pessoas assim é muito maior.

De todas as formas, foi ótimo ver a quantidade de ideias boas rodando pelas mesas, e o público disposto a sentar, jogar e opinar em jogos que estão (algumas vezes) longe do produto final, isso só ajuda ao hobby.

Nenhum comentário: