segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Diversão Offline : Eventão da Porra!


Acabou mais um fim de semana mágico, e vou aqui fazer um pouco diferente já que as novidades, os estandes e geral do que rolou no Diversão Offline nesses dias 22 e 23 de setembro, você com certeza já viu, pois praticamente TODOS os canais estavam por lá.

Então vou propor algo diferente dessa vez, vou tentar falar mais das pessoas que fazem desse, o evento mais legal de se estar dos últimos tempos.

Desde sexta-feira a movimentação já estava grande, seja com o povo chegando para um pré-evento lá na Game of Boards, ou com o pessoal já a todo o vapor virando a noite no pavilhão arrumando os estandes, por onde você estivesse já dava para reencontrar a galera de fora do Rio ou conhecer pessoas novas que vieram pela primeira vez prestigiar o evento.

 O espaço da Galápagos sempre chamando atenção.

No sábado cheguei mais cedo ao Centro de Convenções Sulamérica a convite do pessoal da Galápagos Jogos que chamou os criadores de conteúdo para jogarem antes as novidades e para poderem conversar com calma com todos.

Já foi uma grata surpresa ver o novo espaço evento aqui no Rio, agora em um andar só ficou tudo ali pertinho e você conseguia não perder ninguém pelo fato de não saber (ou esquecer) que eram em dois andares de evento, então ficou muito mais fácil ver todo mundo.

 Sempre palestras bacanas com o público prestigiando.

E cara, quase todo mundo estava lá, a já citada Galápagos estava com um espaço enorme, onde várias mesas apresentavam suas novidades, dentre os destaques ficam a apresentação do This War of Mine já todo traduzido, um paredão com o Scarabya, além do Reef, Sagrada (já a venda nas lojas do evento) entre outros.

Outras editoras que vieram mais uma vez "brigando" forte foram a Conclave que estava com dois espaços, um dedicado aos jogos família que não parou um instante além do seu espaço principal que contou com os simpáticos Roberto Fraga e Yohan Lemmonier que estavam jogando o Captain Sonar com a galera.

Para vocês terem uma ideia, o Fraga ficou tão feliz em conhecer o público brasileiro que disse ao pessoal da Conclave que "ver o brilho nos olhos dos jogadores brasileiros serviu de refresco na vontade dele de fazer jogos".

O espaço de protótipos da Mansão das Peças sempre lotado.

A Meeple BR também veio forte nos anúncios, e no domingo disponibilizou mesas de jogos que mal foram apresentados lá fora, como o Arquitetos do Reino Ocidental e o Newton, além da ótima notícia de que eles vão começar a publicar jogos nos Estados Unidos, começando pelo Triora, que está com uma produção fora de série (estava lá a versão praticamente final do jogo).

Quem também estava bonita na foto era a Mandala, que preferiu um espaço mais intimista, porém grande, com várias mesas "non-stop" do Projeto Gaia, o Pedro Latro do Tao Long com três mesas também que não pararam, além da novidade Costa Ruana, um dos jogos mais lindos que eu vi nos últimos tempos.

 Muita criança encantada com as apresentações dos jogos.

Quem nos acompanha nas redes sociais, sabe que recentemente tínhamos recebido uma caixa surpresa apenas com a data do Diversão Offline, lá pudemos descobrir que os amigos da Game Maker agora serão uma editora, e seus primeiros lançamentos para 2019 serão os jogos que vieram como teaser, como o Qwix, Cheese e o História de Pescador.

A área de protótipos é sempre uma atração à parte, e dessa vez, ela ficou nas competentes mãos do pessoal da Mansão das Peças, que não fizeram feio, muito pelo contrário, nos dois dias mais de 300 pessoas sentaram nas mesas de protótipos para, na concorrência de jogos consagrados, jogar projetos que ainda estão em desenvolvimento, e isso é muito bacana pra essa galera que está aí batalhando para colocar seus jogos na rua.

 O Roberto Fraga (de azul) e Yohan Lemmonier
(na ponta de óculos) praticamente não
saíram da mesa nos dois dias.

Editoras como Geeks & Orcs, Red Box e Ludeka estavam lá também, como nas outras, com mesas cheias, jogos sendo apresentados, muitas atrações, como sorteios e competições, e apesar da pegada 220v todo mundo sempre super receptivo e no astral lá em cima.

Vale falar aqui também da presença de famílias no evento, pude conhecer a "filhotada" de vários amigos, o meu filhote então, ficou louco com a mesa de Star Wars : Legion que estava montada no espaço da Game of Boards, e você via nos pequenos que todos estavam animadíssimos de estar lá.

 Famílias inteiras interagindo e se divertindo juntas.

Um fato super curioso e que me deixou todo felizinho, foi durante a Batalha 2x2 que aconteceu no estande da Galápagos entre eu e o Coelho vs. Fabrício (After Match) e Fel, uma menininha veio discretamente perto de mim, disse que estava torcendo pelo meu "time" e me emprestou seu prendedor de cabelo da sorte, foi muito fofo.

Nas palestras, a galera também compareceu, e cara, a conversa sobre Jogos analógicos e as diferentes necessidades especiais, foi de uma emoção que dava pra sentir na pele, sério mesmo, só que estava presente para ver.

E foi isso, dois dias inesquecíveis, que só fizeram a gente perceber que o Diversão Offline é um evento necessário, não só pelo desenvolvimento do hobby, mas pelo aspecto de juntar a galera, tava todo mundo trocando ideia, depois tomando cerveja e jogando conversa fora, foi ótimo rever a turma que eu conheci pessoalmente na edição de São Paulo e conhecer gente nova e agora é contar os dias para março, enquanto isso, vamos jogando que tem muita coisa nova para apresentar para vocês.

A Batalha dos Boards 2x2 que a Galápagos proporcionou,
foi um show à parte.

Nenhum comentário: