sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Bonfire


Em Bonfire, novo jogo do grande Stefan Feld, você faz parte do conselho dos gnomos anciões que precisa reacender as fogueiras sagradas, e para isso vai correr atrás de portais místicos, contar com ajuda das guardiãs da luz além de navegar procurando tarefas que o ajudarão nessa empreitada.

No início da partida, cada jogador receberá um tabuleiro pessoal da sua cidade, além de um conjunto de noviços, uma guardiã da luz e recursos iniciais, já no centro da mesa fica o (lindo) tabuleirão onde temos a grande fogueira, as ilhas à serem visitadas, cartas de gnomos especialistas e as cartas dos anciões.

O jogo se desenvolve em várias rodadas, onde em cada uma delas os jogadores vão ter turnos em que podem fazer uma dentre três ações possíveis, que são colocar uma ficha de destino na sua cidade, realizar ações com as fichas de ação ou acender uma das suas fogueiras e enviar um noviço para a grande fogueira.

A grande fogueira cercada pelas cadeiras
do conselho.

Tudo gira em torno das fichas de ação que você vai conseguir durante o jogo, e aqui o Feld criou uma fórmula brilhante de como consegui-las através das fichas de destino.

Em cada ficha nós temos três desenhos dentre as 6 ações possíveis do jogo, ao colocar a ficha de destino na sua cidade, você ganha as fichas de ação referentes ao desenho, mas o ao colocá-las adjacentes à outras previamente colocadas você maximiza a quantidade de fichas que vai ganhar caso fiquem vizinhas a ações iguais, então o ato de colocá-las no tabuleiro já pode dar um guia interessante de como seu jogo vai se desenvolver.

Essas ações são muito importantes, você com elas pode mover seu navio pelas ilhas para conseguir as missões que se transformarão nas fogueiras caso você às cumpra e chama novas guardiãs para a procissão da sua cidade, tem fichas para conseguir os caminhos para essa procissão e também para visitar a grande fogueira onde você consegue os portais, recursos e é uma outra forma de pegar fichas de ação e também tem a ficha para conseguir as cartas de gnomos especialistas.

A sua cidade com o chão das fichas de destino.

Como foi muito bem observado na nossa partida, as cartas de especialistas servem para otimizar o jogo que é daqueles de cobertor curtíssimo, então pegá-las é imprescindível para que você não fique engessado na forma básica de desenvolver o seu jogo, e dependendo das cartas que você conseguir, o caminho que você vai seguir na partida pode variar muito.

O Feld tem a fama de jogos com vários caminhos para pontuar, e aqui ele não trabalhou diferente, você até mira em pontuações macro, mas cada missão que você pega para acender suas fogueiras, vai te levar à uma forma de desenvolver o seu jogo, e mesmo que como muitos euros não tenhamos influência direta na partida dos outros jogadores, a busca por determinados itens ou até a movimentação da grande fogueira pode fazer com que você precise ficar de olha na ação deles.

Você vai às ilhas para conseguir missões que
viram as fogueiras.

Quando um número de noviços específico chega ao grande conselho, as fichas de contagem regressiva começam a rodar na mão dos jogadores que podem escolher receber a pontuação que está nela ou realizar ações até que chegue ao zero e o jogo acaba.

Durante o jogo, recebe-se poucos pontos, então é na pontuação final que o bicho pega, e você vai pontuar pelas fogueiras acesas, portais, guardiãs e diversas outras coisas, para no fim o jogador que tiver a maior pontuação ser o vencedor.

Eu sou fã declarado do Stefan Feld e Bonfire periga entrar no seleto TOP3 do autor, ele tem um "gostinho" do Luna (que é um dos meus preferidos) mas de uma forma muito única, se destaca em diversos momentos como na fogueira central e principalmente no chão de fichas de destino, enfim um grande jogo que chega pela Vem pra Mesa e que com certeza vai agradar muito aos fãs de euros.

Sem a ajuda dos especialistas, seu jogo
fica muito mais travado.
 

2 comentários:

Arnaldo V. Carvalho disse...

Cacá começou 2021 a 220v! Maravilhosa resenha!

Carlos "Cacá" disse...

Grande Arnie... Valeu mesmo...