segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Ludoteca Básica : Agricola


Corrigindo uma falha de conteúdo do canal, hoje vou falar de um dos meus três jogos preferidos e que merece um lugar de destaque na coleção de qualquer um fã de euro games, estou falando do Agricola, lançado em 2007 pelo ainda pouco falado Uwe Rosenberg e que explodiria a cabeça de muita gente chegando a destronar o grande Puerto Rico do TOP1 no BoardGameGeek.

Em Agricola, os jogadores são uma família de fazendeiros que começam a vida em uma casinha pequena de barro, apenas com o passar do tempo veem sua fazenda crescer, assim como sua família, mas precisam ficar sempre atentos, pois a escassez de alimento está sempre rondando e você precisa ter muito cuidado para não passar fome.

 Agricola não é jogo para mesa pequena.

Um dos primeiros jogos a apresentar a mecânica de alocação de trabalhadores, a cada uma das 14 rodadas você vai mandando suas peças para espaços de ações que vão sendo abertas rodada à rodada.

Nelas você vai conseguir comida, plantações, fazer suas melhorias e ofícios, e de tempos em tempos temos a fase de colheita, onde precisamos alimentar a todos, ver os nossos bichinhos procriarem, para com isso ao final do jogo conseguirmos pontos de vitória.

Agricola trouxe além da alocação de trabalhadores, as cartas. No início de cada partida recebemos um número de ofícios e melhorias menores e temos duas formas de jogar com elas, a mais rápida é tentar se virar com as cartas que estão na sua mão e a forma mais "gamer" rola um draft para que no final você consiga manter cartas que tenham uma sinergia maior dentro do que você pretende jogar.
 
 Motivo de ódio de muita gente : As cartinhas!

O grande lance aqui é que o número de cartas da primeira versão do jogo era enorme (360 cartas) e isso fazia com que as vezes você recebesse umas cartas inúteis ou que muitas vezes não combinavam entre si e te deixavam o jogo mais travado, não que isso estragasse a experiência, mas as vezes era frustrante ver os outros jogadores conseguindo trabalhar melhor com as suas mãos de cartas.

Mas isso não fez o autor, nem a editora diminuírem a quantidade de cartas lançadas ao longo dos anos, foram inúmeras as expansões pequenas adicionando cartas, algumas sérias, outras de zoação, como a X-Deck e a Legen*Dairy.

Por conta disso e dando mais algumas arrumadas de regras, em 2017 o jogo foi relançado, com uma enxugada enorme nas cartas, caindo para somente 120 cartas, e dando uma revisada em regras e componentes, o Agricola : Edição Revisada aproveitou também para resgatar o jogo que estava perdendo espaço para o seu irmão, o Caverna, que tinha conceitos e regras bastante similares, mas com as informações todas disponíveis na mesa e dotado de menos crueldade em relação a fome.

 Edição Revisada : Menos cartas, componentes mais caprichados
para atrair novos jogadores.

Vale destacar aqui também duas expansões muito bacanas da primeira edição, uma é a Farmers of the Moor, que adicionava cavalinhos e aquecimento, além de mais cartas obviamente, e uma que é surpreendentemente simples e boa, que é um cartão postal que a editora Lookout distribui e chama-se Through the Seasons, que faz uma passagem pelas estações do ano dando bônus e penalidades e dão uma dinâmica muito boa ao jogo.

A edição revisada recebeu esse ano a sua versão da Farmers of the Moor e por incrível que isso possa parecer, existem algumas expansões menores só de cartas (aquelas que tinham sido cortadas anteriormente, lembram??).

 Farmers of the Moor : Uma expansão muito bacana.

Eu sou fã incondicional do Agricola, acho um daqueles jogos perfeitos, mesmo nos momentos críticos de escolha de cartas, ou de ficar as vezes gastando uma rodada praticamente toda só pra evitar a fome na hora da colheita, ele extrai do jogador sangue, suor e lágrimas, mas ao final de uma partida, dificilmente você levanta da mesa sem ficar alguns momentos debatendo a partida.

Tendi sido lançado em ambas as versões no Brasil pela Devir, esperamos que a expansão chegue logo em terras tupiniquins para que os jogadores possam conhecê-la (eu tenho e acho espetacular) e se você curte um jogo pesado e ainda não conhece Agricola, é uma "falha lúdica" que precisa ser corrigida urgentemente.

http://www.gameofboards.com.br/

Nenhum comentário: