Publicidade :

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Narcos


Lançado pela Cool Mini or Not e tendo como criadores os brasileiros Fel Barros e Renato Sasdelli em Narcos baseia-se na série do Netflix e um jogador fica com a função de ser Pablo "El Patron" Escobar tentando fugir dos seus inimigos e enquanto aumenta seu poder na Colômbia, mas a tarefa não é nada fácil com a DEA, Los Pepes, a Polícia Colombiana e o Cartel de Cali na sua cola.

O jogo comporta de 2 a 5 jogadores, sempre tendo no tabuleiro um dos jogadores como "El Patron" e os outros dividindo as quatra facções rivais.

Ao distribuir os papeis, o jogador que controla "El Patron" recebe um baralho de objetivos, sete sicários (sendo dois fixos, La Quica e o León), um tabuleiro para organizá-los, as cartinhas de "plata o plomo", já os seus adversários recebem duas miniaturas e a carta do poder especial de cada facção.

 O tabuleiro a disposição do "Patron" durante o jogo.

Os jogadores terão objetivos distintos dentro do jogo, enquanto Pablo precisa de fama para chegar a presidência da Colômbia ou cumprir três objetivos do seu deck, as outras facções precisam conseguir descobrir a localização do "Patron" duas vezes.

O jogo é dividido em Temporadas (como a série) e diferente da maioria dos jogos de "hide and seek" como Interpol ou Fury of Dracula, o jogador que controla o personagem escondido não se move durante a temporada, em Narcos ele fica estático em um ponto do mapa, mas vai liberando aos poucos seus sicários dando dicas de onde ele pode estar escondido.

Apesar disso, não é nada fácil para as facções conseguirem localizar seu alvo, o jogo tem uma mecânica de ações por turno muito inteligente e diferenciada.

 As facções inimigas, tentando descobrir onde está
escondido Pablo Escobar.

Na vez do jogador, ele poderá mover um dos seus personagens pelo tabuleiro e realizar uma ação, essas ações são a alma do jogo para os perseguidores, existe um deck com cartas numeradas de 1 a 4, o jogador escolhe uma delas e usa no tabuleiro de ações.

As ações de investigação obrigatoriamente usam valores (de 1 a 3) e são o que vão te dar as melhores dicas da localização do Pablo, nas outras ações o valor apresentado na carta serve para definir o "poder de fogo" delas, e são ações para atacar sicários, destruir as plantações de coca, tirar barreiras impostas por Pablo e colocar barreiras "amigas" e além dessas os jogadores tem apenas DUAS chances de acertas onde está "El Patron" durante cada Temporada.

 "El Patron" tentando virar o "El Presidente".

Já o jogador que controla o Pablo usa os sicários para levar cubos de cocaína para os aeroportos, coloca barreiras que impedem os jogadores de passarem, atrasa as ações dos outros jogadores com as cartas de "plata o plomo".

Mas cada cicário colocado no tabuleiro precisa estar a uma distância pré-definida da localização do Pablo, então é assim que os jogadores vão colhendo pistas que vão ajudar nas deduções corretas e na utilização melhor das ações de investigação para se saírem bem na captura do chefão.

Narcos é um jogo bem inteligente, de bastante planejamento, e que pra quem curte essa pegada de dedução vai com certeza curtir pois tem elementos muito diferentes dos apresentados no mercado.

 As ações das facções são super limitadas, então planejar
em conjunto é muito importante para o sucesso dos jogadores.

Mas tem dois aspectos que para mim foram negativos, o jogo se estende muito, acho que ele deveria fechar em três temporadas, pois se ninguém vence ao final da terceira fica até estranho para o "Patron" abrir um quarto objetivo (não tem nem espaço no tabuleiro), e outra coisa que vem inerente a esse tipo de jogo, é que o jogador que controla o Pablo (ou o Dracula, ou o Mister X) acaba parecendo que tá se divertindo mais e acaba gerando um AP muito grande, então em vários momentos você fica com aquela sensação de coadjuvante.

Mas são observações que não diminuem em nada o jogo, que além de ser bacana ainda conta com a arte espetacular do Karl Kopinski e uma produção caprichadíssima da CMoN.

Fica difícil pra caramba tentar rastrear "El Patron"
em um tabuleiro cheio de lugares para se esconder.

Nenhum comentário: