segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Gen Con in Portuguese... Ou minha primeira Gen Con


Nos últimos quatro dias, de 30/07 a 2/08 aconteceu a Gen Con, o que era pra ser a 53º edição presencial de uma das maiores e mais importantes feiras de jogos do mundo, por conta da pandemia, acabou gerando uma experiência nova com a Gen Con Online e criou a oportunidade para que diversos outros países pudessem participar, e o Brasil não ficou de fora tendo a sua primeira Gen Con in Portuguese.

Com pouco mais de duas semanas para organizar tudo, o pessoal da Business 2 Board conseguiu reunir uma galera espetacular tanto nos bastidores quanto na promoção dos mais de 230 painéis que foram apresentados durante os quatro dias em plataformas que passaram pelo Instagram, YouTube, Twitch entre outras que eu nem conhecia.

Aliás, vale salientar que muitas das pessoas envolvidas, tiveram pouquíssimo tempo para se adaptar ou aprender as tecnologias necessárias para colocar conteúdos ao vivo no ar, então cada transmissão era uma nova luta, algumas super bem sucedidas, outras nem tanto, mas todo mundo se esforçou ao máximo pra levar o melhor seja no teor das palestras quanto em qualidade de transmissão.

 No painel de abertura, presença do Peter Adkison,
presidente do conselho da Gen Con.

Feita essa introdução, vamos agora focar no que eu vi de mais interessante nos muitos painéis que eu consegui acompanhar esses dias.

Logo no painel de abertura, feito pelo pessoal da Business 2 Board, tivemos um gostinho do que costuma ser a feira presencial, e pra mim que nunca tive a oportunidade de estar ao vivo lá em Indianápolis, foi muito legal me sentir incluído, e rolou até mensagem dos organizadores para o público brasileiro.

Uma vez aberto oficialmente, foi seguir a grade dos painéis que eu tinha "comprado" ingresso e começar a prestigiar os amigos todos.

Iria ficar uma postagem gigante se eu for falar de um por um, então vou fazer um apanhado geral do que eu vi e do que eu participei para não me estender muito, pois com tempo de sobra e a facilidade de não ter que ir de um pavilhão pro outro (era só mudar a aba do browser) eu até que consegui ver bastante coisa.

Vários painéis de amigos, falando de RPG,
Jogos, Mercado...

Eu tentei focar nas palestras sobre mercado e produção de conteúdo, e nessa linha rolaram umas coisas muito interessantes, como o bate-papo do pessoal do Covil com o Fel Barros e o do Meeple Maniacs com o Fel Barros e o Sérgio Halaban, além desses dois, o painel do pessoal da São Jogue com o Renato da Geeks & Orcs foi muito bacana.

Outros papos aleatórios muito legais que eu participei foram os com o Didi Braguinha trocando ideia sobre paternidade e jogos com o Thiago do site Paizinho, Vírgula!, e as lives dos amigos Rafael Studart e do grande Alan Farias conversando sobre tudo um pouco.

O painel mais acessado foi o de lançamentos, onde as editoras revezaram em quase duas horas de transmissão falando dos jogos que vão chegar até o final do ano e início de 2021, e é muita coisa boa vindo pro mercado, e pra não deixar nada de fora, recomendo acessarem o vídeo do bate papo que eu tive ontem na twitch do After Match (aqui o link).

...ou só trocando uma ideia com o público, que esteve
sempre presente nos chats interagindo.

Mas como em todo bom evento, a gente também quer jogar, e foi impressionante ver o trabalho que o pessoal do Proto BR fez com suas mesas de apresentação, muitos projetos foram apresentados com interligação entre o Tabletopia e o Discord.

Além deles, a Dijon Jogos apresentou seus próximos lançamentos, e eu tive a oportunidade de conhecer o Persona Non Grata do grande Sergio Halaban, e jogar a versão final do Camisa 12 do amigo Rodrigo Rego, mas esses vão ganhar resenhas exclusivas em breve.

Pra poder ficar para posteridade e contar para meus netos (risos), eu consegui fazer parte da Gen Con participando do painel da Conclave falando do passado, presente e futuro do Vampire : The Eternal Struggle, e foi muito legal me sentir inserido num evento tão gigante e tão importante do cenário.

Mas óbvio que um projeto nessas dimensões não dá pra passar sem alguns contratempos.

 Mesmo online, conseguimos conhecer os jogos
e seus autores, como o Camisa 12.

Até mesmo pela falta de tempo e conhecimento do processo, algumas lives tiveram que ficar mudando o link em cima da hora, ou até mesmo não conseguiram acontecer, como foi o caso da live do pessoal do Castelo das Peças, e também coisas chatas, como pessoas entrando no painel sobre inclusão LGBT com o pessoal do Se Joga que precisou mudar de plataforma, ou na live do Studart que teve que ficar banindo gente do chat.

Outro ponto que eu acho que pode ser melhorado, caso tenhamos esse HUB brasileiro nos próximos anos, é a questão do ticket, que apesar de sabermos da importância, acaba sendo um limitador, pois se você compra uma entrada para um painel que por alguma questão dá problema, o site da Gen Con não te permite acesso a outro painel dando conflito de horário, mas se rolasse um centralizador que exibisse os links diretos para os painéis, talvez você conseguisse pular de um pro outro mais fácil.

 Minha participação no painel sobre o
Vampire : The Eternal Struggle.

Eu consegui ver coisas simultâneas, mais por perceber alguma transmissão ao vivo ou por conhecer a galera que estava transmitindo, e por isso passava o link para os amigos irem dar uma prestigiada.

Mas são acertos que podem ser feitos para o futuro e não apagam em nada o sucesso que foi essa primeira experiência, com mais de 2500 pessoas participando dos mais de 230 painéis, tendo pico de mais de 500 pessoas simultâneas no painel dos lançamentos.

Fica aqui mais uma vez o agradecimento ao pessoal da Business 2 Board que tornou possível essa nossa entrada na Gen Con pela porta da frente, a todos que fizeram essa experiência possível, seja participando dos eventos, divulgando os links, gerando conteúdo ou simplesmente estando lá nos chats, foi FODA.

O povo que conseguiu colocar no ar tudo pra gente.
Valeu mesmo e até 2021.

https://www.acessoriosbg.com.br/&utm_source=eaitemjogo

3 comentários:

Unknown disse...

Foi mesmo muito bom!! 🥰

Riccardo disse...

Resumo bacana do que aconteceu, gostei bastante Caca

Fabiano "BALOO" Santos disse...

RESUMO INCRÍVEL...
Foi um grande evento, em todos os sentidos. Eu pude aprender e aproveitar bastante. 2021 ainda não dá pra ir pra Indianápolis, então que tenha repeteco pra gente.
Bom demais.