segunda-feira, 11 de março de 2019

Crusaders : Thy Will be Done


Em Crusaders : Thy Will be Done, os jogadores são ordens Templárias espalhando a Palavra (e o terror) através da Europa atacando Eslavos, Prussianos e Sarracenos sem piedade à mando do Rei Felipe.

Logo no início de cada partida os jogadores sorteiam uma Ordem Templária para ser sua bandeira, isso faz com que cada um tenha um início de jogo assimétrico, além disso recebemos o nosso tabuleiro pessoal onde temos o rondel de ações e vários prédios à serem construídos.

No tabuleiro principal temos os vários locais à serem conquistados, e para onde vamos construir nossos prédios durante o decorrer da partida.

 O rondel/mancala onde as ações são escolhidas.

A mecânica principal do Crusaders se baseia na mancala utilizada junto ao rondel de ações, inicialmente cada um dos seis espaços começa com dois marcadores (podendo mudar devido a Ordem de cada jogador), e no seu turno o jogador escolhe um dos espaços, realiza a ação com o poder baseado na quantidade de marcadores ali existentes e distribui esses marcadores um em cada espaço no sentido horário.

As ações são super simples de se entender e consistem em viajar, recrutar, construir, fazer uma Cruzada ou ganhar influência.

Ao viajar você se move pelo tabuleiro, construir é pagar por um dos prédios do seu tabuleiro e colocar no tabuleiro principal, liberando assim alguns bônus bem úteis, recrutar é aumentar seu poder bélico para usar na hora das Cruzadas, que é quando vamos lutar contra os outros povos, além disso podemos simplesmente ganhar influência.

 Conforme você vai construindo, bônus são liberados.

Além disso, o jogador pode fazer upgrade em alguma das seis ações, o que faz com que aquele espaço no rondel passe a ter uma ação adicional, geralmente em sinergia com a ação sem upgrade (como viajar e fazer uma cruzada, ou fazer uma cruzada e construir).

O jogo segue em alternância de turnos até que os pontos de influência acabem, aí somam-se os pontos dos jogadores e a Ordem com a maior influência é a vencedora.

O que eu realmente curti no Cruzaders é como o jogo flui bem, mesmo para quem nunca sentou para jogá-lo antes, as ações são bem intuitivas e você vai no fluxo de "avançar, invadir e construir" de uma forma muito fluida o que faz com que ele seja um jogo bem dinâmico.

 Conforme os Cruzados vão avançando atacam Sarracenos,
Prussianos e Eslavos levando a nova ordem.

O que eu achei ruim é que o jogo acaba tendo uma interação praticamente nula, uma vez que os jogadores não lutam entre si, então resta às vezes você fazer uma ação meia-boca para você só para atrapalhar o coleguinha e impedir ele de crescer muito em pontuação, mas mesmo isso não garante que quem está na frente seja realmente atrapalhado.

Mas é um jogo bacana que a Kronos trouxe para o Brasil e vale a pena ser jogado, acho que pode agradar a quem curte jogos médios, com alguma estratégia envolvida, e com mecânicas inteligentes e funcionais.

https://www.clubebg.com.br/
https://www.ludopedia.com.br/lista/19209/premio-ludopedia-2018-midia-escrita-final&id_ludo_list_item=207299#id_ludo_list_item_207299

Nenhum comentário: