sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Orléans


Lançando pela Meeple BR aqui no Brasil, em Orléans durante a França medieval vamos contratando pessoas para conseguirmos produtos, moedas e porntos de vitória para atingir a supremacia nos campos do comércio e desenvolvimento.

O jogo conta com um tabuleiro central, onde vamos contratar pessoas e onde vamos nos locomover pela França para construirmos nossos postos de comércio e um tabuleiro individual, onde temos as diversas áreas que vamos atuar com nossos trabalhadores.

A mecânica principal do Orléans é a de "bag building", onde começamos com quatro fichas de trabalhadores básicos (fazendeiro, banqueiro, artesão e comerciante) e conforme vamos ganhando novas fichas, vamos colocando elas em um saquinho para serem sorteadas durante as rodadas.

O tabuleiro central com o mapa e as trilhas dos trabalhadores.

Temos 18 rodadas em que cada uma tem 7 fases distintas, mas apesar de números assustadores, tudo corre muito rapidinho e vamos dar umas pinceladas em cada uma das fases.

A primeira fase (da ampulheta), serve para vermos o efeito daquela rodada, depois a fase de censo, o jogador com mais fazendeiros ganha moeda e o com menos perde, na terceira fase pegamos do saquinho a quantidade de trabalhadores que nos for permitida, depois planejamos o que eles vão fazer na rodada.

 No tabuleiro individual, onde vamos realizar as ações.

No nosso tabuleiro individual temos 10 espaços de ações onde planejamos o que nossos trabalhadores vão fazer, além dos quatro tipos básicos ainda existem o erudito, o cavaleiro e o monge (que serve de coringa), e as ações precisam sempre de no mínimo dois trabalhadores.

Conforme você realiza determinadas ações, além de pegar novos trabalhadores, você ainda avança nas trilhas, umas vão te dar pontos, outra te fazem pegar mais fichas do saquinho, uma te permite pegar uma nova área de alocação para os trabalhadores.
Além disso temos como nos mover pelo mapa para construimos nossos postos de comércio e ainda pegarmos produtos que vão nos render pontos no final do jogo.

 Por onde vamos passando, podemos construir postos de comércio.

Depois da fase de ação, resolvemos o efeito da fase da ampulheta e depois passamos a ficha de jogador principal para o próximo e o jogo segue para a rodada seguinte até que se encerra ao final da décima oitava rodada onde contamos pontos de produtos, dinheiro e uma pontuação dos postos de comércio somado a fichinhas que pegamos durante o jogo multiplicado pela nossa posição na trilha de desenvolvimento, e quem tiver mais pontos ganha.

Orléans é um jogo super fluido, bem tranquilo de aprender e assimilar, mas que precisa de algumas partidas para pegar o jeito de fazer as combinhos necessárias para pontuar bem no final. Ele tem uns detalhes de design que me desagradaram um pouco, mas nada que estrague a experiência de um jogo bem interessante.

As ações básicas sempre usam dois ou mais trabalhadores.

Nenhum comentário: