sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Blokus


Lançado em 2000, Blokus foi um dos primeiros jogos que eu conheci quando comecei no mundo dos jogos de tabuleiro modernos, e deve ser um dos mais antigos na minha coleção.

Nele os jogadores tem 21 peças de tamanhos e formatos diferentes para colocar num tabuleiro, a cada turno você precisa colocar uma das suas peças obedecendo algumas regrinhas : essa peça precisa estar em contato com outra sua pela quina dela e nunca pode encostar uma face dela em outra peça sua.

O jogo termina quando os jogadores não tiverem condições mais de colocar peças ou se tiverem colocado todas as suas peças, nesse caso se a última peça colocada for a de um quadradinho só, ganha um bônus de 20 pontos, caso contrário o bônus da última peça é de 15 pontos, os jogadores que não conseguiram colocar todas as peças, perdem pontos pela quantidade de quadradinhos em cada uma das peças não colocadas.

 Blokus 3D : O spinoff mais legal da franquia.

Blokus é um daqueles abstratos raiz, não tem tema atrelado nem historinha, é só pegar peça e colocar no tabuleiro, mas o jogo é muito estratégico, você conseguir colocar peças de forma a obstruir os adversários ou de forma a conseguir invadir os espaços deixados por eles é fundamental para poder por todas as suas peças no tabuleiro.

O sucesso do jogo foi tão grande que lhe rendeu uma franquia, com a versão Duo (que dá pra jogar na boa com o jogo grande, só limitando o espaço no tabuleiro), a versão 3D (que na verdade é o Rumis com a marca Blokus) e a versão Trigon que usa peças triangulares, e que na minha opinião é bem mais desafiador por visualmente ser bem difícil de enxergar onde as peças se encaixam melhor.

O grande lance é tentar utilizar os espaços deixados
pelos outros jogadores para avançar.

Se você procurar, também encontra versões digitais dele, como o Blokus - Attack, Block & Defend (para iOS) ou uma versão mais simples pra Android.

Além disso ele é um jogo que funciona bem com crianças, novatos e se você põe uma mesa de jogadores cascudos, vai ter uma super experiência com um jogo que leva no máximo meia hora.

Com essa avalanche de jogos com pecinhas "tipo Tétris" é legal conhecer um um dos primeiros a utilizar esses formatos em seus componentes, uma pena que não tem previsão de chegada dele no Brasil, mas com certeza iria fazer sucesso nas mesas, mas se você tiver como importá-lo, ele é um jogo que merece entrar na sua coleção.

Blokus Trigon : Essa versão pra mim é bem difícil
de visualizar onde vão as peças.

Um comentário:

Cadoo Carioca disse...

Grande Cacássone!
Não joguei ainda, até porque não curto muito os jogos abstratos. Mas este parece interessante. Trás ele para uma joga, pode ser?

Abraços,
Cadu.